BONS NEGÓCIOS
BUSCADOR DE FRANQUIAS
VER TODAS
Francap
VIRADA DE MESTRE: MAPEAMENTO ESTRATÉGICO DA REDE DE FRANQUIAS CENTRO BRITÂNICO
Por: Francap

A relação entre franqueado e franqueador é sempre um assunto delicado e que exige bastante cuidados e reflexão. Apesar de ambas as partes possuírem objetivos convergentes, é preciso alinhar as expectativas de cada um dos envolvidos para que a parceria seja vencedora e duradoura.

O Centro Britânico possui, reconhecidamente, alto grau de empatia com sua rede. Entretanto, este relacionamento é visto como paternalista onde o franqueador tem como foco a resolução de quase todos os problemas que possam surgir no dia a dia das unidades.

O franqueado precisa e espera receber informações para a montagem e gestão do negócio. A estimativa de retorno do negócio, a escolha do ponto comercial e a montagem da primeira equipe são etapas críticas dentro deste início de relação. A expectativa do franqueado é que o apoio nesta etapa seja muito próximo, já que geralmente ele não tem experiência no negócio e conta com a história de sucesso do franqueador. É muito importante alinhar as expectativas nesta etapa da parceria pois pode haver uma grande frustração do franqueado logo no início do relacionamento. Detectamos através de entrevistas que existe uma frustração por parte de algumas unidades da rede de franquias do Centro Britânico sobre o apoio recebido durante esta fase inicial. Estimativas de investimento inicial abaixo da realidade do franqueado e a falta de apoio na implantação da unidade foram destacados como os principais problemas desta fase.

Nos meses e anos subsequentes à montagem e funcionamento da unidade franqueada é preciso traçar uma linha tênue entre as partes já que o negócio é do franqueado e a responsabilidade pela gestão deve ser dele. Cabe ao franqueador proporcionar informações relevantes quanto ás melhores práticas, indicadores de desempenho e uma consultoria de campo atuante para que o franqueado administre seu negócio. A prestação de serviços nesta etapa também causa frustração á rede de franquias Centro Britânico. A falta de treinamentos mais práticos voltados ao negócio, compartilhamento de indicadores e de melhores práticas foram destacados por algumas unidades como pontos deficitários.

O Centro Britânico precisa reavaliar o tipo de relação que manterá com sua rede: o paternalismo precisa dar lugar ao profissionalismo e á capacitação. Somente com esta mudança poderá criar uma organização robusta e voltada para o futuro.

Fonte: http://canaldoempreendedor.com.br/virada-de-mestre/mapeamento-estrategico-da-rede-de-franquias-centro-britanico/
icon facebook
icon facebook
Rua Pedroso Alvarenga, 1046 - 14º Andar - Itaim Bibi - São Paulo/SP | Tel. (11) 5180-5555 | Fax. (11) 3079-1998
desenvolvido por Criamix
NEWSLETTER