BONS NEGÓCIOS
BUSCADOR DE FRANQUIAS
VER TODAS
Francap
Saiba como investir em uma franquia da Ambev e veja 7 dicas de especialista
É preciso tomar alguns cuidados antes de investir em uma franquia e se tornar dono do próprio negócio.

Para ter uma franquia da Ambev, o candidato a investidor precisa passar por um processo de seleção. Primeiro deve cadastrar-se no site da empresa, ser escolhido para uma entrevista e comprovar que possui os recursos necessários para a abertura do ponto de venda - o pagamento da taxa de franquia é feito com antecedência. Não é necessário ter experiência na área de bares e restaurantes, já que a Ambev cede o know-how ao parceiro. Na Real Academia do Chopp, a empresa treina desde garçons ao dono do negócio. Além disso, consultores da Ambev visitam regularmente os pontos de venda para sugerir melhorias no serviço. O próprio modelo-padrão de negócio – desenvolvido durante dois anos de pesquisas de mercado – impede o franqueado de cometer erros grosseiros. Para ser escolhido, o mais importante é demonstrar que possui um espírito empreendedor e que está disposto a trabalhar duro pelo sucesso da franquia.

A cervejaria não estabelece metas de vendas para o negócio nem fixa os preços dos produtos comercializados – ao contrário de concorrentes como o McDonald’s. Os cardápios de comida podem ter variações, mas os fornecedores de alimentos precisam ser homologados. “Só vetamos o que não daria certo mesmo, como frituras em corredor de shoppings”, diz João Paulo Badaró, gerente de desenvolvimento de mercados da Ambev.

Segundo especialistas em franquias, a área de alimentos e bebidas é a que mais oferece opções para o investidor. São mais de 190 redes espalhadas pelo Brasil, que concorrem entre si por investidores e oferecem preços competitivos de franquia. O setor é considerado mais seguro, já que, mesmo em momentos de crise, as pessoas não deixam de comer. Por outro lado, em épocas de crescimento da economia e da renda da população como o atual, a tendência é que mais pessoas passem a comer fora de casa. Em 2007, o faturamento das franquias de alimentação cresceu 17% - três vezes mais que a expansão do PIB. O principal ponto negativo desse segmento está na exigência de dedicação ao negócio. Lojas instaladas em shoppings costumam ficar abertas também em sábados, domingos e feriados por várias horas durante o dia.

Veja abaixo os sete principais cuidados que o investidor deve tomar antes de investir em uma franquia, segundo o diretor-executivo da Associação Brasileira de Franchising (ABF), Ricardo Camargo:

1 – Exija informações sobre as finanças das franquias já existentes. As franqueadoras são obrigadas a informar aos interessados números como o faturamento médio por loja e a receita de unidades próximas ao ponto de interesse, além de uma lista de contatos de franqueados que deixaram o sistema nos últimos dois anos. Procure essas pessoas antes de colocar dinheiro no negócio.

2 – Tenha no mínimo 50% dos recursos necessários para fazer a franquia começar a funcionar. Bancos estatais como a Caixa Econômica Federal, o Banco do Brasil e o Banco do Nordeste possuem linhas de financiamento de franquias bastante atraentes. Mesmo com juros baixos, se o retorno do negócio ficar abaixo do esperado, um endividamento elevado pode tornar-se impagável.

3 – Faça a conta total do investimento necessário para o início do negócio. Em geral, o franqueador cobrará uma taxa de franquia. Essa é, no entanto, apenas uma das despesas iniciais. Haverá ainda possíveis gastos com reforma do ponto, mobília, equipamentos, computadores, uniformes para funcionários e softwares, além do caixa necessário para comprar o estoque inicial.

4 – Desconfie de promessas de retorno rápido do investimento. Ganhar dinheiro com franquias exige planejamento, dedicação e trabalho duro.

5 – Selecione um ponto com potencial. As características do ponto ideal variam de acordo com a franquia. Uma cafeteria, por exemplo, é mais rentável em locais onde passa um grande volume de pessoas a pé. Uma lojas de produtos mais sofisticados costuma ter melhores resultados se montada em bairros nobres da cidade. Peça sempre conselhos ao franqueador, que pode orientá-lo na decisão das características ideais do ponto para cada franquia.

6 – Reflita sobre sua vocação no mercado de franquias. Diversos setores trabalham com o sistema de franquias e cada um exige habilidades e conhecimentos específicos.

7 – Desenvolva sua capacidade de gestão de pessoas. Muita gente insatisfeita com o emprego costuma enxergar nas franquias uma forma menos arriscada de se tornar dono do próprio negócio. Conhecimentos de administração e do setor escolhido ajudam franqueados na gestão das lojas, mas o mais importante é que a pessoa tenha características de liderança. Ser um bom comunicador e ter ascensão sobre a equipe são essenciais para o treinamento de funcionários, a melhoria contínua dos serviços e a satisfação dos clientes. Já o modelo de negócios vencedor e as melhores técnicas de vendas serão fornecidas pelo franqueador em troca do pagamento da taxa de franquia. O segredo está na capacidade de implementação dessas regras.
icon facebook
icon facebook
Rua Pedroso Alvarenga, 1046 - 14º Andar - Itaim Bibi - São Paulo/SP | Tel. (11) 5180-5555 | Fax. (11) 3079-1998
desenvolvido por Criamix
NEWSLETTER