BONS NEGÓCIOS
BUSCADOR DE FRANQUIAS
VER TODAS
Francap
Redes precisam se adequar à cultura local na implantação de franquias
Em um país de dimensões continentais, como o Brasil, constitui um desafio para as empresas adequar seus produtos aos costumes e hábitos de consumo de cada região. No sistema de franchising, a adequação à determinada cultura local exige ainda maior agilidade por parte da franqueadora e do franqueado, seja em relação aos produtos, como à decoração das lojas e ao atendimento ao cliente.

"Um produto que tem forte apelo comercial na região Sudeste, por exemplo, pode não ser bem aceito no Nordeste. Isso vale para os mais diversos ramos de atuação do franchising, mas, principalmente, para os de alimentação e vestuário, em que os hábitos regionais são ainda mais específicos e as diferenças mais marcantes", afirma Bertha Brunchport, da Francap Consultoria. "Por isso, antes de qualquer expansão, as redes precisam estudar as peculiaridades de cada cidade, para avaliar não só o potencial da futura unidade, como também as alterações necessárias para agradar ao público local", explica a consultora.

A Uno&Due, rede de padaria expressa, por exemplo, é uma das franquias que realiza um estudo sobre os hábitos locais antes de abrir qualquer unidade. "O nosso tipo de negócio exige tal entendimento. Sabemos que os costumes alimentares variam muito de região para região e, para que a marca obtenha sucesso em cada empreitada, é necessária essa adequação", afirma Márcia Cuder, gerente de expansão da rede. A grife de pães possui lojas em São Paulo, Rio de Janeiro, Maranhão, Pará e no Rio Grande do Norte.

"Em São Luís e em Belém do Pará, por exemplo, inserimos a tapioca, muito consumida nessas regiões, com recheios salgados e doces. Também agregamos ao cardápio sucos de polpas locais, como graviola, cupuaçu, bacuri, entre outros sabores. Fizemos, ainda, uma alteração no açaí, comercializado em todas as unidades da rede. Nas lojas Uno&Due do Nordeste, diferentemente das franquias do Sudeste, acrescentamos tapioca e açúcar na receita, já que esse alimento é consumido assim por lá", afirma Márcia.

Outro segmento do franchising que lida com a regionalização e exige das redes de franquia atuantes cuidado no processo de expansão é o de moda e vestuário. A Inovathi, uma das líderes no varejo em acessórios femininos, masculinos e infanto-juvenis, define seu mix de produtos apenas após um estudo criterioso sobre os gostos e necessidades locais.

"Antes de concretizarmos um negócio, estudamos a sua viabilidade na cidade escolhida, bem como as características da moda do lugar. Essa análise nos permite saber se o foco deve ser mais direcionado aos acessórios para executivos, turistas ou para a linha feminina", afirma Giuliano Fernandes, diretor comercial da rede. "Até as cores são levadas em consideração nessa escolha do mix de produtos, tudo para que o franqueado tenha certeza de retorno no investimento que faz", diz.

Presente em São Paulo, Distrito Federal, Espírito Santo, Ceará e Mato Grosso do Sul, a rede aproveita a regionalização, inclusive, para testar a receptividade de novos produtos. "Normalmente, lançamos novas linhas de pastas executivas primeiro na região Sudeste, onde a demanda por esse tipo de produto é maior, para testar a sua aprovação. Bolsas de praia mais descoladas, porém, são comercializadas em fase de teste inicialmente nas cidades praianas e só depois ganham o mercado em toda a rede, o que nos ajuda a minimizar possíveis erros comerciais", conclui o executivo da Inovathi.
icon facebook
icon facebook
Rua Pedroso Alvarenga, 1046 - 14º Andar - Itaim Bibi - São Paulo/SP | Tel. (11) 5180-5555 | Fax. (11) 3079-1998
desenvolvido por Criamix
NEWSLETTER