BONS NEGÓCIOS
BUSCADOR DE FRANQUIAS
VER TODAS
Francap
O Boticário cria espaço para cliente testar maquiagem
O Boticário decidiu subir mais um degrau na escala da experimentação, adotando uma fórmula que já é aplicada de forma radical pelo varejo de cosméticos no exterior. Uma consumidora pode sair maquiada de uma loja da M.A.C nos EUA ou da Sephora na França, que, além das habituais vendedoras, possuem um exército de consultoras treinadas para deixar suas clientes mais belas e, por tabela, mais animadas a abrir a carteira.

A maior rede de perfumarias brasileira iniciará neste ano uma segunda etapa do processo de reformulação de seus pontos-de-venda, que já deixaram de ter um atendimento restrito ao balcão e passaram a permitir que os clientes tocassem e testassem os produtos. "Esse novo modelo, que vamos começar a implementar, permitirá uma experimentação ainda maior", afirma o presidente do O Boticário, Miguel Gellert Krigsner. Como esse novo formato, a varejista, que nasceu como uma marca de perfumes, também pretende dar uma ênfase maior à sua linha de maquiagem.

Segundo Krigsner, cerca de 200 lojas serão reformuladas ainda neste ano. O custo previsto é de cerca de R$ 120 mil por loja. "Estamos estudando uma forma de criar linhas de financiamentos aos nossos franqueados para viabilizar o investimento", afirma o executivo. O Boticário possui uma rede de 2,4 mil lojas franqueadas espalhadas pelo Brasil.

A empresa produz em sua fábrica de Curitiba grande parte dos itens que são vendidos na cadeia de franquias. Neste ano, a empresa projeta um crescimento entre 15% a 20% nas vendas, que totalizaram R$ 2 bilhões em 2005. A fábrica sozinha, que faturou R$ 650 milhões no ano passado, deve alcançar uma receita de R$ 740 milhões neste ano.

A varejista implementou ainda neste ano um novo sistema de comunicação por satélite, que permite não só a transmissão de dados, mas também de voz e imagens entre a matriz, as lojas e os fornecedores. "Com esse sistema, nós podemos treinar nossas consultoras a distância, sem que elas precisem sair da loja", afirma Krigsner. Batizado internamente de Vsat, o novo sistema foi desenvolvido pela Embratel e consumiu R$ R$ 230 milhões.

Além de transmitir informações para os franqueados, a rede, que criou a TV Boticário, irá instalar televisores de plasma dentro das lojas que veicularão programas direcionados aos consumidores.
icon facebook
icon facebook
Rua Pedroso Alvarenga, 1046 - 14º Andar - Itaim Bibi - São Paulo/SP | Tel. (11) 5180-5555 | Fax. (11) 3079-1998
desenvolvido por Criamix
NEWSLETTER