BONS NEGÓCIOS
BUSCADOR DE FRANQUIAS
VER TODAS
Francap
Biorrevolução no Franchising
Revista Empreendedor - Agosto/2009

Parceria gera primeira rede de soluções biotecnológicas do Brasil, procedimentos que não agridem o meio ambiente e ainda contribuem para a sua preservação.

O empresário precisa estar atento a uma nova forma de produzir que traz a sustentabilidade para a cadeia produtiva. Através da biotecnologia é possível usar a ação de micro-organismos para obter bens e serviços e ainda ajudar a preservar o meio ambiente. Um conceito que chega agora ao mercado de franchising. A Biofranchising Solutions é a primeira rede a oferecer franquia de soluções biotecnológicas. Foi criada a partir da parceria de duas empresas: SuperBAC, soluções biotecnológicas para o varejo, agronegócio, saneamento, energia e biorremediação; e a FRANCAP, consultoria em franquias.

O primeiro serviço oferecido pela rede é o SuperSAN, controle microbiológico de ambientes fechados por uma tecnologia ecologicamente correta que não causa danos a saúde do homem e ao meio ambiente. Um mercado considerado de futuro e que está em expansão. O SuperSAN era um departamento da SuperBAC que cuidava da sanitização de ambientes fechados. A estratégia de franquear o negócio foi expandir o mercado e oferecer uma oportunidade para os empreendedores que querem entrar no setor da biotecnologia.

Um negócio que chega ao mercado de franquias como referência de inovação. “Buscamos nos associar a um grupo que tivesse expertise de franqueamento e que fizesse a gestão da franquia enquanto a gente se dedicasse aquilo que sabemos fazer, que é a pesquisa e as soluções em biotecnologia”, explica Luiz Chacon, Presidente da Empresa. A FRANCAP entra no negócio com a experiência de quem já comercializou mais de 2 mil franquias. “Essa é a primeira franquia que nós somos sócios, isso porque percebemos que o SuperSAN é um produto inovador”, diz André Friedheim, sócio-diretor da Francap.

A franquia já começa com 14 unidades, inclusive uma na África do Sul. São empresas que operavam o sistema do SuperSAN antes da formatação da franquia e que agora estão se adaptando a novo formato de negócio. A meta da BioFranchising Solutions é conquistar mais 500 unidades no Brasil. “Esse é um mercado novo, não-saturado, que tem muito a crescer e que não tem concorrente no mercado”, explica Friedheim.

Uma das estratégias de expansão do negócio é oferecer a franquia para empresas sinérgicas. “O SuperSAN pode ser o segundo negócio de empresas como as de detetização”, afirma Friedheim. A taxa inicial da franquia é de até R$ 80 mil, um valor que tem retorno em no máximo 24 meses. Para se tornar um franqueado, diz Friedheim, é preciso ter habilidade e gostar do setor de prestação de serviços.

O SuperSAN foi lançando em junho em uma feira de negócios e em menos de um mês já despertou o interesse em 380 investidores. “São pessoas que querem ter mais informações sobre o produto e querem receber a nossa proposta”, explica Friedheim. Além de empresários brasileiros, representantes de grupos internacionais do Peru, Colômbia, França, Estados Unidos e Canadá demonstraram interesse em levar o serviço para seus países. Eles não sabiam da possibilidade de um serviço como esse e entenderam que é um produtos diferente, inovador que vai ser o maior sucesso”, afirma Friedheim.

PLANETA REMUNERADO

O consultor acredita que o tema biotecnologia ainda é pouco conhecido, mas quando os investidores o conhecem, reconhecem as vantagens. “ Ainda é um assunto meio tabu, meio desconhecido. Quando a gente explica o conceito, todo mundo fala ‘esse é o futuro’, explica Friedheim. O uso da biotecnologia nos negócios é uma tendência de mercado. “Agora nós teremos todas as revoluções com a palavra ‘bio’ na frente, explica Chacon. São procedimentos que não agridem o meio ambiente e ainda contribuem para a preservação. “A única cadeia que não é remunerada é o planeta, porque todo o mundo se remunera do progresso e do crescimento, é a única forma de devolver isso para o meio ambiente é através da biotecnologia”.

A Biofranchising Solutions quer expandir os negócios e aumentar o número de franquias oferecidas. “ O projeto é usar a biotecnologia para criar biossoluções, aplicadas aos mais diversos setores, que substituirão os serviços e tecnologias atuais, sem agredir o meio ambiente e, ao mesmo tempo, sem mudar o hábito do consumidor”, diz Chacon.

Para o Presidente da SuperBAC, o consumidor está ávido por biotecnologia e sabe que é isso que vai trazer a sustentabilidade para a vida de todos. “ Ele quer entender como é a biotecnologia, até porque o termo ainda está muito distante da vida dele”. Mas faz um alerta: o produto biotech precisa custar o mesmo valor que o produto químico, porque o consumidor tem até vontade, mas não vai pagar mais pelo mesmo produto.

Segundo Chacon, investir em biotecnologia é a única forma de criar uma escala industrial para tornar os produtos biotecnológicos acessíveis ao consumidor final. “ É bom pensar que as pessoas podem ganhar dinheiro com um negócio biotecnológico e ao mesmo tempo fazer um bem para o planeta.

LINHA DIRETA
Tel. (11) 3709-3709
www.supersan.com.br
icon facebook
icon facebook
Rua Pedroso Alvarenga, 1046 - 14º Andar - Itaim Bibi - São Paulo/SP | Tel. (11) 5180-5555 | Fax. (11) 3079-1998
desenvolvido por Criamix
NEWSLETTER