BONS NEGÓCIOS
BUSCADOR DE FRANQUIAS
VER TODAS
Francap
Dúvidas frequentes
1. Uma franquia implica garantia de sucesso?

É bastante comum ouvirmos pessoas afirmando que a abertura de uma franquia tem maiores chances de sucesso quando comparada a operações independentes.

O Franchising é geralmente desenhado de modo a oferecer um suporte e know-how já testados em outros mercados, acompanhados por uma assessoria contínua e acompanhamento operacional.

Uma franquia é, por definição, um modelo de negócio cujo sucesso já foi alcançado e comprovado em operações piloto e são replicados mediante treinamentos adequados e métodos de transferência de Know-How. A rede também se beneficia de economias de escala, o que implica uma importante redução em determinados custos operacionais.

Por serem negócios previamente planejados e feitos a partir de avaliações criteriosas de mercado, as franquias têm se revelado, na maioria dos casos, como uma sólida opção de investimento para empreendedores de pequeno porte. A relação de risco de um negócio franqueado em relação a um negócio próprio pode ser facilmente observada a partir do gráfico comparativo abaixo:

Porcentagem de mortalidade de negócios

No entanto, isto não significa que o sistema de franquias ofereça uma segurança total ao empreendimento. Há pessoas que simplesmente não tem o perfil necessário para o gerenciamento de determinado negócio ou os franqueadores não estão estruturados para oferecer o suporte necessário à rede.

Todo negócio envolve um risco, porém o sistema de franquias minimiza esse risco por diversos motivos que envolvem planejamento, conhecimento e prática operacional.

2. O Franchising é um setor maduro no Brasil?

O Franchising é, hoje, apontado como uma importante estratégia de canal que viabiliza a expansão de empreendimentos com grande potencial de crescimento, de forma a minimizar riscos e compartilhar responsabilidades. Tal formato apresenta vantagens consideráveis para ambos os lados envolvidos na negociação, promovendo uma democratização dos lucros e, conseqüentemente, despertando o interesse de empreendedores, mais avessos ao risco, a inaugurar seu negócio próprio.

Hoje, pode-se afirmar que a cada R$ 1,00 gasto no varejo brasileiro, cerca de R$ 0,25 entra diretamente na caixa registradora de uma franquia. Um quarto de todo o varejo no Brasil leva a marca de uma franquia. São mais de 970 marcas que comandam uma rede de mais de 61,5 mil franquias.

Esse é um setor que cresce cerca de 9,5% ao ano desde 2002. Mesmo em 2003, quando o PIB avançou apenas 0,5%, o faturamento global das franquias subiu 3,7%. O faturamento em 2005 atingiu R$ 35,8 bilhões, ante R$ 31,6 bilhões de 2004, uma alta de 13,2%.

A franquia está presente em praticamente todos os setores de atividade: alimentação, educação, calçados, limpeza, vestuário, estacionamentos, hotelaria, gráficas, informática, lazer, entre muitos outros.

3. Quais passos devo dar para me tornar franqueado de uma rede?

Integrar-se a uma franquia é uma decisão importante e deve ser tomada mediante muito estudo e planejamento, levando em conta todos os aspectos positivos e negativos que envolvem a rede em questão.

O primeiro passo envolve uma auto-avaliação de seu perfil. Converse com algumas pessoas próximas a você e seja crítico em relação a si mesmo, buscando compreender sua forma de interação com as pessoas, sua aversão ao risco, iniciativa, entre outras características. Tipicamente, as redes procuram por parceiros que:

- Tenham espírito empresarial / empreendedor;
- Estejam cientes de que deverão atuar dentro de alguns padrões pré-definidos;
- Estejam dispostos a trabalhar fora do horário convencional (ou seja, abrir mão de alguns finais de semana e até mesmo de algumas noites);
- Tenham disponibilidade financeira tanto para a montagem da unidade franqueada quanto para os primeiros meses de operação;
- Tenham afinidade com o tipo de negócio com o qual querem se envolver (alimentação, serviços, produtos...).

Ciente do tipo de negócio com o qual você quer se envolver, faça uma pesquisa acerca das oportunidades existentes dentro de sua disponibilidade financeira. Esse levantamento inicial pode ser feito a partir da ABF (Associação Brasileira de Franchising), guias de franchising (você os encontra em livrarias e bancas de jornal), empresas de consultoria e feiras do setor.

Selecionada as principais redes em que gostaria de entrar, consulte e visite não apenas as empresas franqueadoras, mas também os franqueados e ex-franqueados da marca. Procure saber o máximo possível sobre as empresas pesquisadas. Da mesma forma como eles estarão lhe avaliando em todos os aspectos, você também deve avaliá-los antes de tomar qualquer decisão.

Quando você sentir que tem todas as informações necessárias sobre as empresas selecionadas, apresente-as aos seus familiares e amigos e ouça suas opiniões.

Antes de fechar o negócio, algumas empresas franqueadoras realizam um processo de test-drive com os interessados, onde é possível que durante alguns dias você vivencie na prática sua futura rotina na gestão do negócio. Este processo pode ser muito importante na sua tomada de decisão.

4. Quais aspectos devo considerar?

Antes de comprar uma franquia, deve-se considerar uma série de aspectos que norteiem sua tomada de decisão e que determinarão o futuro êxito de seu negócio.

Primeiramente, baseie sua decisão em:

- Conhecimento e adequação do setor de atividade.
- Conhecimento do negócio.
- Características particulares da franquia.
- Grau de solvência e garantias do franqueador.

Num segundo momento, avalie a dedicação e esforço pessoal que você está disposto a aportar no negócio. Por melhor que seja a franquia, será muito difícil alcançar o êxito se você não tiver um adequado esforço pessoal.

- Disponha de uma descrição completa das atividades que envolvem seu negócio.
- Disponha do tempo necessário que isso requer.
- Busque pelo maior número de informações acerca do franqueador: sua história, experiência dos diretores, etc.
- Averigúe que resultados têm obtido outros franqueados da rede.
- Avalie os números cuidadosamente. Tenha em mente o valor total necessário para entrar na rede.
- Tenha em mente os prazos de contrato e as condições que regem o relacionamento entre as partes envolvidas.

Em outras palavras, “investigue antes de investir”.

5. O quê devo esperar do franqueador?

Em uma rede de franquias é necessária a colaboração e dedicação de todas as partes envolvidas no processo para que o sistema funcione perfeitamente e o sucesso da rede seja mantido.

O franqueador lhe proverá todos os conhecimentos necessários para que possa iniciar seu negócio de forma similar aos demais franqueados da rede, através de ferramentas específicas como os manuais de operação e cursos de formação (treinamentos).

O franqueador também lhe cederá o uso de seu nome e garantirá o apoio e suporte necessário ao longo do período de duração do contrato.

Você, como franqueado, deverá aportar o capital necessário para o investimento inicial, e arcar com todos os custos e despesas que envolvem a operação e gestão do negócio.

É de extrema importância que o franqueador cumpra com o que foi estabelecido em contrato e proporcione os serviços necessários para que o estabelecimento obtenha os resultados adequados.

6. Como estar seguro diante das informações transmitidas?

Nesse aspecto, a história e reputação da marca têm forte peso, mas não são suficientes. Para se evitar maiores problemas, é imprescindível uma análise criteriosa, com auxílio de consultores e profissionais do setor, sobre toda a informação e material recebidos. O franqueado também deve estar absolutamente seguro após ter contatado e conversado com um bom número de pessoas que já façam parte da rede. Toda informação que não estiver suficientemente clara deve ser discutida e questionada.

Nem todas as franquias apresentam oportunidades tão boas e promissoras quanto as anunciadas. Você deve saber diferenciar uma de outra. A única forma de estar mais seguro é tendo acesso ao maior número possível de informações sobre o franqueador e visitando operações em funcionamento.

Apóie-se em profissionais e consultores especializados no momento de escolha da franquia. Eles podem lhe ajudar a examinar e avaliar todas as questões que envolvem a rede e a marca que você busca.

7. Qual é o montante de capital que necessito para o investimento?

Os valores de investimento variam muito de acordo com a rede e o tipo de negócio. Alguns guias apontam estimativas que também necessitam de revisão e ajustes devido a características do ponto e a própria negociação do franqueado.

Em uma franquia, o investimento depende de muitos fatores, tais como o conceito do negócio, o setor de atividade, a política do franqueador, etc. É possível encontrar franquias de R$ 20 mil a R$ 2 milhões.

Em muitas redes, não é necessário dispor de 100% do capital exigido. Hoje em dia já é possível encontrar linhas de crédito específicas para o setor, com taxas mais atrativas e condizentes com o negócio. No entanto, a aprovação dessas linhas ainda depende de trâmites burocráticos e em muitos casos não é recomendada na abertura da primeira franquia.

icon facebook
icon facebook
Rua Pedroso Alvarenga, 1046 - 14º Andar - Itaim Bibi - São Paulo/SP | Tel. (11) 5180-5555 | Fax. (11) 3079-1998
desenvolvido por Criamix
NEWSLETTER